Após 5 anos de espera, finalmente o Rei dos Monstros volta às telonas e prova que realmente merece a alcunha. Godzilla 2 traz tudo que um fã do personagem e do gênero (Ação com Kaijus/Monstros Gigantes) espera encontrar: ação em proporções gigantescas, destruição e uma história interessante conectando tudo isso.

A história conecta não somente o primeiro longa, como também Kong: Ilha da Caveira. Dessa forma, o Projeto Monarch – organização que cataloga e pesquisa os Monstros – flui melhor como parte integral da trama e não se perde tanto tempo assim explicando suas peculiaridades.

Uma das queixas relacionadas ao filme de 2014 foi o pouco tempo de tela do personagem-título. Dessa vez Godzilla não fica envolto em tanto mistério e logo nos é apresentado. Aliás, ele fica muito mais tempo em tela se digladiando com outros monstros, ou Titãs (como são chamados no filme), tão poderosos quanto.

O elemento humano segue presente, afinal de contas ele é necessário para inserir o espectador na trama e ligá-la como um todo. Embora ainda estejam longe de serem super impactantes, agora os personagens são melhor apresentados e acabamos nos importando mais com seus destinos. Kyle Chandler está muito bem protagonizando o filme e nos guiando em toda a jornada, e Ken Watanabe retorna com um merecido maior destaque. Os coadjuvantes cumprem razoavelmente bem seus papéis, capitaneados por Vera Farmiga e Millie Bobby Brown. Contudo, Charles Dance e, principalmente, Sally Hawkins acabam sendo um pouco desperdiçados.

O ponto negativo é a repetida motivação dos vilões para suas ações. Mesmo que haja um sentido por trás, acaba sendo mais do mesmo, faltando originalidade e uma construção marcante para realmente termos algum tipo de empatia por eles.

Já o aspecto mais positivo fica por conta do deslumbrante visual, realçado pela fotografia, que visa nos passar um senso de maravilha e terror sempre que os monstros estão em tela. Isso, aliado à dinâmica ação proporcionada pelos diversos duelos entre Titãs, faz com que este filme supere seus dois antecessores e tenha tudo para agradar ainda mais ao público-alvo.

Ficha Técnica
Godzilla: King of the Monsters – 2019
Gênero: Ação, Aventura, Fantasia
Direção: Michael Dougherty
Roteiro: Michael Dougherty, Zach Shields e Max Borenstein
Elenco: Kyle Chandler, Ken Watanabe, Vera Farmiga, Millie Bobby Brown, Charles Dance, Sally Hawkins, Ziyi Zhang, Bradley Whitford e Thomas Middleditch .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui