Qual a verdadeira situação do Studio Ghibli?

Essa semana já tivemos diversos sites anunciando o fim do Studio Ghibli, mas é isso mesmo? O estúdio que nos presentou com obras como Princesa Mononoke, A Viagem de Chihiro, O Castelo Animado, O Meu Vizinho Totoro, entre outros, vai mesmo fechar as portas?

A situação, na verdade, é mais complexa e menos pessimista que isso. Para quem não sabe, Hayao Miyazaki, o diretor e principal mente criativa por trás destes grandes projetos já mencionados, anunciou sua aposentadoria no fim do ano passado e dessa vez parece ser para valer –  ele já havia feito tal anúncio anteriormente e acabou voltando atrás.

Miyazaki não só dirige os filmes, como também é o responsável por todo projeto de animação, desde a concepção dos storyboards. Portanto, sendo tão perfeccionista e envolvido em todas etapas dos projetos, percebeu que aos 73 anos já não estava dando conta do ritmo de trabalho como antes.

A saída de Miyazaki deixou um vácuo criativo no Studio Ghibli, com isso seu o co-fundador, Toshio Suzuki, deu uma entrevista recente revelando os próximos passos do estúdio. O maior anúncio foi uma grande reestruturação, que ocasionará numa pausa indefinida nas animações.

Agora a expectativa é torcer para que essa reestruturação – que deve mudar muita coisa internamente – mantenha o estúdio rentável e, por mais que haja cortes, desenvolvendo novos projetos.

Leave Your Comment

Your email address will not be published.*