Rio-de-Janeiro-World War Z

Antes do seu lançamento, muito apostavam no fracasso de Guerra Mundial Z nas bilheterias, porém aconteceu exatamente o oposto. Mas, será que o resultado das bilheterias evidencia o que é filme?

A febre dos zumbis está mais em alta do que nunca, uma das séries mais vistas do momento os tem como foco, e o game mais aclamado do ano também usa esse elemento para contar sua história. Por isso, seria natural que em algum momento as pessoas se sentissem saturadas, contudo parece que ainda vai demorar um pouco.

O filme é baseado no livro homônimo escrito por Max Brooks, entretanto ambos são bem diferentes. Enquanto o livro compila uma série de relatos, ao longo dos anos, num mundo devastado pela praga dos zumbis, o filme se utiliza de apenas alguns destes relatos e não mostra um espaço de tempo tão grande entre o início dos acontecimentos e seu fim. Dito isso, se você for um fã do livro terá que separar bem um do outro, pois são histórias bem diferentes e, principalmente, narrativas diferentes.

WWZ1

Guerra Mundial Z segue a história de Gerry Lane, um ex-investigador das Nações Unidas que se vê em meio ao início de um apocalypse zumbi. Devido à seus resultados anteriores, Gerry é chamado para liderar uma pequena força-tarefa afim de encontrar a fonte da epidemia, pois esta é a maneira mais eficaz para se trabalhar na busca por uma cura. Apesar de muito indeciso, ele acaba optando por aceitar a missão, com a promessa de abrigo seguro pra sua mulher e filhas, e sai em busca da origem do pesadelo em que estão vivendo.

Baseado unicamente na premissa, podemos ver que, ao contrário da maioria dos filmes de zumbi, aqui há um claro objetivo além da sobrevivência, o que ajuda a fugir do clichê padrão deste tipo de filme. A busca para saber o que causou tudo isso acaba realmente sendo interessante, pois normalmente os filmes de zumbi nos jogam no meio dos acontecimentos e a sobrevivência é tudo o que importa. Neste caso, o personagem principal faz parte de um orgão maior e está numa missão que envolve diversos países, logo a dinâmica muda substancialmente. E, é isso que faz o filme ser interessante.

WWZ2

Ao longo dos últimos anos ficamos acostumados com dramas familiares ou o enfoque nas relações interpessoais sendo explorados em neste tipo de longa. Não que isso seja algo ruim, porém também não há nada de errado em se expandir o universo e mostrar o epicentro de tudo. É incrível ver como cidades que estavam em plena normalidade mudam de uma hora para outra com a praga zumbi.

Apesar de ter muitos pontos positivos, o filme está longe de ser perfeito. Para atingir uma audiência maior, várias cenas foram muito suavizadas (sem a presença de sangue, ou qualquer coisa de maior impacto visual), o que te tira um pouco do senso de urgência pelo que os personagens estão passando. Além disso, o filme acaba de forma muito brusca, sem uma resposta definitiva para o que se buscava, mas talvez essa fosse a intenção…

WWZ4

Depedendo do resultado das bilheterias, muito impulsionado pelo fator Brad Pitt, que está muito bem no longa e notoriamente é um chamariz para o filme, podemos estar diante no nascimento de mais uma franquia cinematográfica de sucesso.

 

Nota: nota 7(7/10)

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=CUQlNEGXtjM&feature=player_detailpage]

5 COMENTÁRIOS

  1. Ótima resenha , não estava querendo ir no cinema para ver mais um filme de zumbi. Mas quando fiquei sabendo da pegada diferenciada do filme fui correndo e só uma coisa a dizer: Filme foda , efeitos especiais e sonoros brutíssimos.

  2. Oi adorei sua resenha….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui