Depois de 10 anos, finalmente temos um novo Star Wars, mas a pergunta que não quer calar: É bom ou não? Isso é o que vou tentar responder ao longo dessa resenha e não se preocupe porque não teremos spoilers.

Star Wars: O Despertar da Força é uma continuação direta da trilogia original. O filme se passa anos depois dos acontecimentos de O Retorno de Jedi. Com a queda do Império, em seu lugar surge a Primeira Ordem, cujo objetivo maior é continuar os planos de Darth Vader. E, afim de conter os avanços da Primeira Ordem temos a Resistência.

A história se desenvolve seguindo os personagens Finn e Rey. O primeiro é um ex-stormtrooper, que abandona a ordem por não concordar com seus métodos, já a segunda é uma coletora de ferro velho do planeta Jakku. O caminho dos dois se cruza acidentalmente, mas ao decorrer do filme fica um ponto de interrogação se não seria a própria Força trazendo equilíbrio as coisas.

star-wars-force-awakens-rey-finn-bb8

O principal objetivo, tanto da Resistência, quanto da Primeira Ordem, é localizar o paradeiro de Luke Skywalker (último dos Jedi), que abandonou a tudo e todos se exilando em local desconhecido. Óbvio que cada um quer Luke por uma razão diferente. A Resistência quer trazer novamente equilíbrio a Força e a Primeira Ordem pretende acabar definitivamente com os Jedi. Sem entregar nenhum spoiler essa é a premissa básica do filme.

O grande mérito do longa está tanto na forma como apresenta os novos personagens, criando uma empatia com público, quanto no tratamento que dá aos antigos, Han Solo e Chewbacca tem papéis de destaque na trama, além disso temos Leia e Luke constantemente citados e também marcando presença.

As atuações dos protagonistas, John Boyega (Finn) e Daisy Ridley (Rey), merece destaque. Ambos estão excelentes e certamente conquistarão uma nova legião de fãs à franquia, porém não posso deixar de citar Adam Driver como Kylo Ren! Que vilão! Não só seu visual é ameaçador, como também sua personalidade é instável ao ponto de seus próprios aliados o temerem. Ao longo da trama ficamos conhecendo mais sobre seu passado e suas motivações, o que adiciona novas camadas ao personagem tornando-o ainda mais interessante e palpável.

star-wars-force-awakens-han-solo-chewbacca

Outro fator que é impossível deixar de mencionar são os efeitos especiais. O diretor J. J. Abrams tomou uma decisão acertadíssima ao preferir utilizar o máximo de efeitos práticos possível. As tomadas foram filmadas em locações, foram construídas estruturas e utilizou-se animatrônicos, tudo para minimizar o uso de tela verde e computação gráfica, recursos que são usados somente quando estritamente necessário. Isso deixou o filme com um visual mais cru e realista.

Com um roteiro muito bem amarrado, embora com algumas indagações no ar que podem incomodar um ou outro fã mais exigente, atuações convincentes, ótima trilha sonora (John Williams impecável como sempre) e fazendo homenagem na medida certa à trilogia original, O Despertar da Força é uma obra obrigatória para os fãs da franquia e para qualquer um que goste de cinema. E, que venha o Episódio VIII.

star-wars-7-force-awakens-kylo-ren

 

Ficha Técnica
Star Wars: The Force Awakens – 2015
Gênero: Sci-Fi, Aventura
Direção: J. J. Abrams
Roteiro: Lawrence Kasdan, J.J. Abrams e Michael Arndt
Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Adam Driver, Harrison Ford, Oscar Isaac, Carrie Fisher, Andy Serkis, Lupita Nyong’o, Mark Hamill, Anthony Daniels, Peter Mayhew, Max von Sydow e Gwendoline Christie

6 COMENTÁRIOS

  1. […] Star Wars: O Despertar da Força vem quebrando todos os recordes possíveis de bilheteria. O primeiro recorde foi de bilhetes comprados em pré-venda (pouco mais de 100 milhões de dólares), depois tivemos a notícia de que foi o primeiro filme a superar a marca de 100 milhões de dólares em um único dia (120 milhões de dólares), já o último recorde é o mais significativo: maior fim de semana de estreia no mundo com 528 milhões de dólares (247 milhões nos EUA e 281 milhões no restante do mundo). Vale ressaltar que os dois primeiros recordes citados valem para os EUA apenas. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui