Sinopse geral: UN-GO, conta a historia de um detetive chamado Yuuki Shinjuurou, famoso por resolver alguns incidentes que rondam seu círculo de amizades. Em uma de suas buscas por mistérios, Yuuki, acaba encontrando um garoto chamado Inga, que parece ter um estranho “dom” de solucionar com muita facilidade tais casos. Agora os dois trabalharão juntos para resolver tais acontecimentos, mesmo com personalidades totalmente distintas.

https://www.youtube.com/watch?v=YWRjJRrfclY

Notas adicionais (Enredo)

 Em resposta ao Japão, pelo envio de militares ao exterior como forças de paz, os terroristas lançaram vários ataques no pais, matando muitas pessoas e destruindo grande parte de suas paisagens urbanas. Algum tempo depois, a guerra recuou para um período de paz inquieta, o Parlamento japonês aprovou a “Privacidade da Informação e Lei de Proteção“, que dá ao governo japonês algum controle sobre a Internet e produtos de consumo. Un-Go está em um cenário devastado pela guerra. O japão agora é fraco tanto politicamente, quando socialmente. Este novo pais sem liberdade é onde nosso detetive Shinjuurou Yuuki e seu estranho parceiro Inga ganham a vida na resolução de crimes.

Yuuki é conhecido como “detetive derrotado”, porque suas suposições sempre estão erradas ou é o que todos pensam… Mal sabem eles que, na verdade, Yuuki sempre está certo e é o governo que esconde a verdade.

Inga é um demônio. Não vou dizer como diabos Yuuki conheceu um demônio devorador de almas humanas e ainda continua vivo, porque vai ser Spoiler, mas, para vocês se situarem na resenha, o Inga não come mais almas humanas e sim a “verdade”. No anime o Yuuki descobre a pergunta fundamental para a resolução do caso e o Inga faz a pergunta para a pessoa, que não tem outra opção se não responder, apenas uma vez. É como um trato, Inga não come mais almas humanas e em troca Yuuki da a “verdade da humanidade” que tem o mesmo valor das almas.

tumblr_lt0t97AjgI1qjricxo1_500
essa cena me lembra muito uma que tem em Gosick

Resenha

Un-Go foi produzido pela BONES (N.6, Gosick) em 2011. Foi baseado em uma novel chamada “Meiji Kaika Ango Torimono-chō” de Ango Sakaguchi. A série teve como diretor o Seiji Mizushima, como escritor Sho Aikawa (ambos tiveram participação em FullMetal Alchemist) e o character design foi de Pako e Yun Kouga.

O anime começa com uma cena de tirar o folego! Em uma caverna, o personagem principal estava, tão ferido a ponto de cuspir sangue e cercado por um carro em chamas e algumas pessoas desmaiadas. Ele se pergunta: “Eu vou morrer?” e uma voz feminina responde: “Você já está morto”. Repetindo o mesmo esquema: “Quem é você?”, e a voz misteriosa responde: “Inga”. Depois de um trecho de uma música para dar suspense a abertura começa! E como era de se esperar, a história continua em um cenário completamente diferente.

https://www.youtube.com/watch?v=qdwztVCFIVg

Como toda história de detetive, Un-Go apresenta casos diversos, entretanto, já no primeiro episódio, eu percebi que eles não eram o ponto principal da série. Não foi apresentado pistas ou qualquer coisa que proporcione o espectador uma chance de desvendar o caso, mas não quer dizer que não são importantes! Todos  os mistérios mostram um pouco do universo em que se passa Un-Go. O primeiro episódio foi como uma introdução aos personagens e também, como eu disse antes, o universo em torno de Un-Go.

Com o desenrolar dos acontecimentos, vai aparecendo novos personagens e ficando mais claro o que disse anteriormente. Para conseguir explicar melhor, vou citar o anime Gosick. mesmo sendo uma série de mistério e detetives, Gosick tem um elemento que se destaca mais que as descobertas da inteligente Victotique, e é o romance. “Os mistérios são interessantes e cada história resolvida é mais um passo para o passado de Victotique, mas não pense que este é o aspecto principal do anime: Quando mais episódios se passavam mais era visível a presença do romance e principalmente do drama”. Podemos seguir o mesmo conceito em Un-Go! “Os mistérios são interessantes e cada história resolvida é como uma peça adquirida para completar o quebra-cabeça que é o final, mas não pense que este é o aspecto principal do anime: Criticas para o governo e personagens veem em primeiro lugar”. Enquanto Gosick mostra um romance impossível em um mundo em guerra, Un-Go apresenta um mundo Pós-guerra e, mesmo que disfarçadamente, os sentimentos de um detetive que nunca ganha credito pelo seu trabalho e ainda tem que aturar o demônio que comeu as almas de seus amigos em um passado não muito distante.

un-go-ed-large-03

O que mais gostei na série foi o fato de só ter 11 episódios e, diferente da maioria, o enredo foi desenvolvido de uma forma prazerosa e eficaz. Já vi muitos animes com o mesmo número de episódios em que o final não foi bem-feito, simplesmente não tinham o final em si (várias perguntas sem resposta). Un-Go apresenta um final com respostas concretas e ao mesmo tempo com aberturas que dá um gostinho de quero mais! Para nossa alegria a BONES lançou um OVA (episódio 0) explicando mais detalhadamente não só o acontecimento do primeiro episódio (que não foi complementado no decorrer da série), mas também alguns furos quase imperceptíveis no enredo. Então, levando isto em conta, Un-Go foi uma dadiva dos deuses. Mas um motivo para amar a BONES.

O único defeito, em minha opinião, foi o design dos personagens. Os rostos compridos, principalmente do protagonista não fizeram muito bem para minha vista, entretanto, é apenas uma questão de opinião. Outra coisa é que, lá no fundo, eu queria que os produtores dessem mais atenção para os casos. A série seria muito mais perfeita se eles dessem uma oportunidade de resolver o mistério nós mesmos.

“Em um ano em que brilharam as lolis no papel de detetives ‘astutas’, Un-Go acaba seguindo o caminho inverso e sendo até bem original em sua proposta.” – elfen liend brasil

Resumindo, Un-Go é uma anime muito bom e que vale a pena ver mesmo sendo pouco conhecido. Recomendo para quem gosta de mistérios e histórias diferentes e originais! As vezes o anime começa um mistério de repente, sem explicar direito a situação, isso só vez fica ainda mais épico.

Assinatura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui